Malha rodoviária em SC terá investimento de R$ 500 milhões

10/01/2013 15:09

 

Ao assinar na tarde de quarta-feira, em Brasília, o empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Santa Catarina assegurou os US$ 250 milhões, mais de R$ 500 milhões, que prometem revolucionar a malha rodoviária do Estado. Firmado pelo governador Raimundo Colombo e pelo chefe de operações do BID no Brasil, Juan Carlos De La Hoz, o acordo prevê a construção e melhoria de rodovias estaduais nos próximos três anos. 

Pelos termos do acordo, o empréstimo será pago em 25 anos, após um período de 60 meses de carência. Os US$ 250 milhões representam o maior valor já recebido pelo Estado em 30 anos de parceria com o BID como contrapartida, o governo terá de investir outros US$ 75 milhões, cerca de R$ 152 milhões. Os investimentos integram o programa Pacto por Santa Catarina, que prevê a aplicação de R$ 2,8 bilhões em infraestrutura rodoviária, aporte que também conta com linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Cooperação Andina de Fomento. Entusiasmado com a liberação dos recursos, em especial após a bem-sucedida pressão política para que o Congresso autorizasse o empréstimo, o governador Raimundo Colombo destacou o fortalecimento de polos regionais já existentes. Os recursos asseguram obras capazes de melhorar o transporte de passageiros e de cargas, como as pavimentações da SC-161 (entre Romelândia e Anchieta) e da SC-467 (entre Jaborá e Ouro). Facilitar o acesso aos portos e tornar as rodovias mais seguras foram outros cuidados tomados pelo Estado ao escolher as obras que serão executadas. 

O Estado têm uma malha rodoviária boa, mas que foi construída ao longo dos anos, com a estrutura existente à época. Vamos fazer uma readequação completa da malha para a realidade de hoje. O chefe de operações do BID no Brasil, Juan Carlos De La Hoz, destacou a qualidade do projeto desenvolvido por Santa Catarina. Na opinião do executivo, as obras ajudarão na redução de custos de transporte, diminuindo o tempo de viagens e impulsionando o desenvolvimento. De La Hoz também classificou a parceria do BID com o Estado como uma das mais importantes no país. É uma parceria muito bem-sucedida em termos de construção de rodovias, em termos de desenvolvimento. Para o banco, é uma honra ter sido um parceiro de tão longo prazo. É, talvez, a parceria de mais longo prazo que o banco tem desenvolvido com qualquer Estado do Brasil.


Clique na imagem para ver o andamento das obras:

 

 

DIÁRIO CATARINENSE

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!