Rússia encontra substância proibida em carne suína brasileira

13/01/2013 13:07

 

Duas agroindústrias não passaram pelo controle laboratorial. Se acontecer de novo, país pode suspender a importação do produto brasileiro





 

Um alerta às agroindústrias do Oeste chegou na manhã desta sexta-feira (11). A autoridade sanitária russa enviou um ofício ao Ministério da Agricultura alertando ter encontrado resíduos de um indutor de crescimento proibido pelos russos. Chamado ractopamina, eles estavam em lotes de carne suína da BRF – Brasil Foods e da Seara (do grupo Marfrig) enviadas à Rússia.

Em um comunicado, o vice-chefe da entidade, Eugene Nepoklonov, disse que o controle laboratorial das empresas será reforçado e que caso seja feita uma nova detecção, restrições temporárias no fornecimento de produtos serão impostas às duas empresas. A JBS também foi incluída no controle reforçado.

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Ênio Marques, afirma que o problema está na metodologia usada pelos países. Enquanto a maioria dos governos aceita até 1 parte por bilhão de resíduo, os russos querem apenas 0,1 parte por bilhão. “Vamos tentar harmonizar isso durante reuniões na semana verde em Berlin”, explicou Marques.

 

 



Fonte: ND | Foto: Arquivo/ND Oeste


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!