Duas casas noturnas são interditadas em Chapecó

02/02/2013 07:50

 

Chapecó – Iniciaram ontem as vistorias nas casas noturnas de Chapecó. No primeiro dia, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Ministério Público passaram por cinco estabelecimentos da avenida Getúlio Vargas. Segundo os órgãos, três deles precisam fazer algumas adequações e continuam funcionando normalmente, mas o Premier Bier e a Getúlio precisam realizar mudanças maiores e foram interditados.

 

 

“O principal motivo para as interdições foi alteração de projeto. Os espaços tiveram um projeto aprovado um ano atrás, mas o layout interno foi modificado. Agora os estabelecimentos precisam apresentar um novo projeto, que precisa ser aprovado pelo Corpo de Bombeiros. Após, será realizada nova vistoria e, se tudo estiver de acordo, os espaços são liberados para funcionar”, explica o comandante do 6º Batalhão de Bombeiros Militar, tenente coronel Luiz Carlos Balsan.

A delegada Regional de Chapecó, Tatiana Klein Samuel, explica que a Polícia Civil participou da vistoria com os bombeiros para garantir a segurança e ordem nos locais, e principalmente porque é o órgão que tem atribuição para interditar o espaço. “O Corpo de Bombeiros realiza a vistoria técnica, avalia todos os quesitos necessários no estabelecimento e, quando necessário, sugere a interdição. É neste momento que entra a competência da Polícia Civil. Durante esta vistoria, foram cinco estabelecimentos visitados. Todos precisam fazer adequações, mas dois deles foram interditados”, explica.

A delegada também frisa que neste momento as vistorias são realizadas em casas noturnas com grande aglomeração de pessoas. “O trabalho é realizado com calma e cuidado e em horários que não tenha público no estabelecimento. Precisamos da compreensão da população e dos proprietários, que estão sendo devidamente orientados”, enfatiza.

 

Getúlio

O Diário do Iguaçu conversou com um dos sócios da Getúlio ontem à noite. Ele frisou que a casa noturna tem algumas pequenas adequações para fazer e que elas já foram realizadas ainda ontem, após a vistoria. Além disso, a casa precisa realizar uma alteração no projeto, o que também será realizado. O sócio ainda frisou que vai solicitar uma nova vistoria ainda hoje, para tentar abrir o espaço o mais rápido possível.   

 

Premier

O Diário do Iguaçu entrou em contato com o telefone fixo e celular do Premier Bier. Conversamos com um funcionário, que pediu para retornamos a ligação para falar com o gerente. Depois disso, não fomos mais atendidos.

De qualquer maneira, a casa noturna emitiu uma nota nas redes sociais ontem à noite, por volta das 20h30. O comunicado afirma: “Após reunião com as autoridades legais, e em respeito aos nossos clientes, o Premier Bier e o Premier Sushi não abrirão neste final de semana. Faremos reformas visando aumentar ainda mais a segurança dos nossos clientes e retornaremos em breve com muitas novidades para vocês. Agradecemos a compreensão.”

 

Tatiana Klein Samuel, delegada Regional de Chapecó

“O trabalho é realizado com calma e cuidado e em horários que não tenha público no estabelecimento. Precisamos da compreensão da população e dos proprietários, que estão sendo devidamente orientados” 

 

Tenente coronel Luiz Carlos Balsan, comandante do 6º Batalhão de Bombeiros Militar de Chapecó 

“O principal motivo para as interdições foi alteração de projeto. Os espaços tiveram um projeto aprovado um ano atrás, mas o layout interno foi modificado.”

 

Foto: Agência Brasil/RedeComSC

As medidas foram tomadas depois da tragédia em uma boate em Santa Maria (RS), quando mais de 230 pessoas morreram.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!