Em busca de bons resultados na agricultura

19/03/2013 18:33

 

Chapecó – Os últimos estudos sobre a produção agrícola do país mostraram um aumento de 10,5% na produção brasileira de grãos da safra 2012/13. A estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é que sejam produzidos cerca de 183,6 milhões de toneladas de grãos na atual safra. Os grãos que representam maior volume são o milho e a soja.

Em Chapecó, segundo dados da Epagri, essas duas culturas somam 20,5 mil hectares plantados, que devem gerar produção de aproximadamente 105,8 mil toneladas. No Oeste, região que compreende 71 municípios, a área total plantada de milho e soja ultrapassa os 350 mil hectares, que devem produzir cerca de 2 milhões de toneladas de grãos.

Para garantir essa alta produtividade, além de contar com a colaboração do clima, o produtor deve estar atento a alguns detalhes que podem fazer a diferença na produção. Segundo o engenheiro agrônomo Claudiney Turmina, escolher uma semente de qualidade, fazer o tratamento adequado, regular as máquinas de plantio e colheita são apenas algumas das coisas que o produtor pode fazer para garantir mais ganhos com a produção. Turmina explica que em alguns casos o produtor chega a perder até 10 sacos por hectare, quando o ideal é que as perdas não ultrapassem 2 sacos/he.

Técnica

A análise do solo também é um fator decisivo na produção, pois funciona como um espelho do solo e garante a uniformidade da produção. Outra técnica que auxilia com os bons resultados é a agricultura de precisão, que visa homogeneizar a fertilidade do solo e é feita sem custos, através das cooperativas. Lembrando que cada cultura exige cuidados específicos para garantir alta produção.

O milho, por exemplo, precisa de uma semente tratada com fungicida e inseticida. Esse tratamento funciona como um seguro para o produtor, porque atua contra as pragas e doenças que podem prejudicar a germinação do grão. Depois disso é preciso fazer o controle das ervas daninhas e pragas, aliado a uma boa adubação nitrogenada. O milho define sua produção até os 45 dias, por isso é importante manter a área limpa e estar atento a pragas e doenças que possam atingir a lavoura.

Já a soja, precisa de tratamento na semente com fungicida, inseticida e inoculante (insumo fundamental para garantir alta produtividade). Turmina acrescenta que cuidados como esse, aliados a fatores climáticos adequados a cada cultura, garantem que as estimativas de colheita sejam cumpridas e que os produtores consigam boa produção.

 

Foto: Keli Camiloti/RedeComSC


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!